Bucareste

Tipo
Casa
Autor
Fernanda Marques
Nome do projeto
Bucareste
Data do inicio do projeto
2002
Data de conclusão do projeto
2004
Localização
São Paulo - SP
Área
750m²
Fotógrafo
Fernando Guerra
Prêmios
Prêmio recebido pelo projeto Bucareste

Sugestões

Bucareste

Do projeto original ficou apenas a estrutura: pilares, vigas e lajes que foram devidamente incorporados ao projeto de reestruturação empreendido pela arquiteta paulistana Fernanda Marques, durante dois anos de obras. "Trata-se de uma casa ideal: ampla, iluminada, confortável e prática. Adequado tanto para receber os amigos, como para desfrutar de momentos íntimos com a família", comenta ela.

Em essência, um projeto contemporâneo, com cerca de 750m2 de área construída, que lança mão de soluções práticas e funcionais, para atender ao cotidiano agitado de um casal de empresários e seus dois filhos. Ao todo são 4 suítes, living, home-theater, sala de fitness, demais instalações de serviço, além de um amplo jardim externo.

Com iluminação natural densa abundante e comunicação total entre as áreas interna e externa. Tudo graças a uma pele de vidro que recobre grande parte das fachadas internas e é independente da estrutura de concreto. Uma integração também presente nos interiores, onde portas articuladas garantem a fluidez entre os ambientes.

Em sintonia com o estilo clean e minimalista da decoração, os materiais de acabamento privilegiam as tonalidades claras e os materiais naturais, apresentados quase sem acabamento. Caso, por exemplo, do mármore travertino _que reveste os principais pisos sociais_ e da madeira que exerce semelhante função nos dormitórios.

Uma escolha criteriosa também observada em relação aos móveis que compõem a decoração: em sua maioria, peças de design italiano contemporâneo, com linhas retas e formatos bem definidos, revestidos (ou construídos) em materiais naturais, como a madeira e a seda, com suas texturas ressaltadas e sempre agradáveis ao toque.

Finalmente, a distribuição em dois pavimentos permitiu setorizar totalmente o funcionamento da casa, com o andar superior ficando reservado às áreas privadas (suítes) e o térreo destinado às atividades sociais e aos espaços de serviço e lazer, como a piscina de raia única.