Banco Geomorph para Mekal

Tipo
Design de produto
Autor
Fernanda Marques
Nome do projeto
Banco Geomorph
Data do inicio do projeto
2009
Data de conclusão do projeto
2010
Prêmios
Prêmio recebido pelo projeto Banco Geomorph para Mekal

Sugestões

Banco Geomorph para Mekal

No final de 2009, a arquiteta Fernanda Marques, em colaboração com a metalúrgica brasileira Mekal, especializada no uso do aço inoxidável, deu início a seus trabalhos de pesquisa visando aplicar o material na produção de móveis de desenho contemporâneo. Na mesma época, Fernanda estava interessada em dar um enfoque mais autoral a seus projetos de interiores: a desenhar móveis em continuidade com seus projetos.
“Foi quando fui comissionada para desenhar uma espécie de garagem-lounge. Meu cliente era um jovem empresário, audacioso, amante de arte e design. De motocicletas e de velocidade”; conta a arquiteta.
Para ele, Fernanda projetou um espaço de uso múltiplo. Um ambiente onde ele pudesse relaxar e receber os amigos em seus momentos de lazer.

Como exigências expressas do proprietário, o espaço deveria contar com máxima transparência para proporcionar integração com a exuberante vegetação tropical do local — daí a opção pela construção de uma caixa de vidro —, contar com peças assinadas de design, obras de arte contemporânea e, fundamentalmente, móveis práticos e versáteis.
Surgiu assim a ideia de construir um banco, ou melhor, um sistema de assentos em aço inoxidável. Como ponto de partida, as reflexões da arquiteta sobre a arte cinética. Como resultado final, um móvel de forte presença espacial, que tem na sua versatilidade um de seus pontos fortes e que incorpora, definitivamente, a ideia de movimento a seu desenho.

"Assim como a arte cinética rompeu com a condição estática da pintura, meu banco se propõe a abandonar a condição fixa dos móveis", explica Fernanda, que projetou uma peça capaz de se desmembrar em várias outros e, graças a seu material construtivo pode ser usada tanto fora quanto dentro do lounge, abolindo fronteiras entre interior e exterior.

Especificações técnicas:

Produzido sob medida, o Stool Infinite Stell, da arquiteta Fernanda Marques é composto por XX módulos independentes e encaixáveis, cada qual pesando cerca de 22kg. A rigor, coerentemente com o próprio conceito de projeto, não existem limitações quanto ao número de unidades que podem ser acopladas a cada peça. Daí seu nome.

Formado por lâminas de aço dobradas, com soldagem e revestimento internos em madeira compensada e acabamento exterior texturizado e acetinado; cada um de seus módulos traz impresso em seu desenho sua própria condição de continuidade, uma vez que, ele se encaixa — porém sem tocar — com suas duas unidades laterais, anterior e subsequente.

Para a Mekal, metalúrgica responsável pela sua produção, foi a primeira vez que o aço, material de elevada resistência e uso quase que restrito ao setor construtivo foi empregado na fabricação de um móvel. “Eles nunca imaginaram ver o aço tratado como uma folha de papel, capaz de produzir dobraduras de grande efeito plástico”, afirma Fernanda Marques.

Para a arquiteta, poucos materiais são tão contemporâneos quanto o aço inox. Além de ser, entre os materiais usados na construção civil um dos que menos afetam o meio ambiente. “Ele é 100% reciclável, ou seja, após atingir o fim de uma longa vida de serviços ainda pode ser reutilizado infinitas vezes, sem perder a qualidade", conta Fernanda.

Segundo ela, o material destaca-se ainda por ser fácil de limpar e resistente à corrosão. Mas as vantagens não param por aí. Mesmo com todas as características naturalmente sustentáveis do aço inox, a Mekal só trabalha com material que, comprovadamente só utiliza na sua produção carvão vegetal extraído de áreas preservadas dos solos brasileiros.